O QUE A UNIÃO DAS TORCIDAS ORGANIZADAS PODE NOS DIZER?

07/06/2020

Domingo, dia 31 de Maio de 2020, torcidas organizadas deixaram a "rivalidade" no campo de futebol, ocuparam as ruas e uniram-se a favor da democracia. Em São Paulo (SP), as torcidas dos times: Palmeiras, Corinthians, São Paulo e Santos protestaram contra a atual conjuntura brasileira, provando que a rixa existente entre os clubes não é maior que a insatisfação com as ações/omissões governamentais. Segundo fontes midiáticas, como @almapretajornalismo, a Av. Paulista contou com mais de 5 mil pessoas contra o fascismo. "Estamos aqui para representar mais de 70% da população que é contra a ditadura e a favor da democracia. Se os partidos não se organizam, o povo vem para a rua." Disse, Chico Malfitani, fundador da Gaviões da Fiel.

Em Belo Horizonte (MG), as torcidas do Cruzeiro, Atlético, e América também se organizaram em prol do ato. O Rio de Janeiro (RJ), por sua vez, contou com o apoio de parte da torcida Rubro-Negra que estampava no bandeirão vermelho e preto a palavra democracia. Afinal, o que a união das torcidas organizadas pode nos dizer? Antes de qualquer tentativa ou indicação dos caminhos para possíveis respostas, se faz necessário, ainda que brevemente, refletir sobre os conceitos de democracia e fascismo.

Etimologicamente, o primeiro conceito une as palavras "povo" e "poder". Assim, em um Estado Democrático o poder é, em tese, exercido pelo povo. No caso do Brasil, a democracia é representativa. Logo, ela se materializa através das eleições, isto é, por meio dos votos (válidos), os eleitores escolhem quem irá compor a governabilidade de acordo com seus interesses. Em contrapartida, o fascismo pode ser compreendido como um movimento social, econômico e político que visa à concentração do poder de modo autoritário. Um dos regimes mais conhecidos que adotaram o fascismo é o nazismo, de Adolf Hitler.

Estaríamos superando tabus e dogmas como "religião, política e futebol não se discutem?" Acrescento mais um: "racismo no Brasil existe?" Vidas negras sempre tiveram importância?

Estão dizendo que futebol e política se misturam sim e mais "NUNCA FOI "SÓ" FUTEBOL. Muitas questões são debatidas através e por meio dele. Ouso dizer que tudo é política. Válido acrescentar que ela se funde com racismo e, por isso, devemos nos questionar o que nos une e como estamos exercendo nosso poder enquanto povo. Segundo o parágrafo único do artigo primeiro, da Constituição Federal, todo poder emana do povo. Será? Afinal, o que a união das torcidas organizadas pode nos dizer?