Chamo isso de afroterapia

31/08/2020

Precisamos admitir que o contexto em que se faz psicologia como ciência e profissão aqui no Brasil é acadêmico elitizado e predominantemente branco. 

Isso também significa restrições em relação ao acesso da aos saberes da psicologia, o que trocando em miúdos significa que a maioria da população preta não está apropriada da psicoterapia enquanto recurso de promoção da saúde mental.

É muito recente a tendência de popularização da terapia e justamente quando as pessoas pretas de uma camada popular começam a ter proximidade com tratamentos clínicos para cuidar de suas angústias,elas frequentemente chegam lá e encontram psicólogos brancos que foram aprender as suas psicanálises na Europa, a técnica cognitiva e comportamental nos Estados Unidos, e a sua suposta imparcialidade se mostra absolutamente improcedente e negligente com questões étnico raciais, de gênero, LGBTQiA+, entre outras.

Uma pausa para um recado para você psicólogo(a) branco : você se especializa para atender demandas específicas de psicopatologia, desenvolvimento humano, comorbidades, etc... Porque continua achando que com seu repertório branco e com as suas referências brancas fará o acolhimento adequado de pessoas negras?

Retomando, o principal motivo de ter começado a acontecer uma terapia que é feita de pessoas negras para pessoas negras, com referencial teórico em autores negros, é porque a psicologia branca não dá conta das nossas necessidades e das nossas faltas subjetivas que são marcadas pelo racismo.

Isso se torna legítimo também no viés econômico, quando entendemos o black money, que é a possibilidade de retroalimentar nossas comunidades pretas financeiramente, emocionalmente, culturalmente e socialmente, reafirmamos a importância de nos movimentarmos enquanto grupo social.

Você pessoa negra que sempre viu a psicologia como algo que não faz parte da sua realidade, o que eu posso te dizer é que a psicologia é sim uma possibilidade. A análise é realmente um espaço de emancipação, cuidado, reparação e reconstrução.

Se você teve uma experiência ruim com um terapeuta (branco?), considere tentar novamente, e dessa vez, escolha um psicólogo negro ou uma psicóloga negra que consiga dialogar com você sobre todos os temas que você considera importante, sobre todos os aspectos que envolvem sua existência e sua forma de se relacionar com as outras pessoas, e com o mundo.

Obs: Afroterapia não é um termo técnico, nem científico